Silêncio. Mas não de ouro.
4

Silêncio. Mas não de ouro.

Caldo
Gostava de poder escrever mais aqui do que aquilo que consigo. E este post é daqueles que calha no meio de uma semana com demasiadas coisas para fazer. O silêncio chega por força de outras coisas boas. Mas ainda assim é silêncio, e este não é de ouro.

Espero que me compreendam. E aproveito para atirar uma pergunta. O que gostariam de ver mais neste blog? Receitas, reportagens sobre os sítios onde vou comendo, ingredientes e locais para os comprar? E que balanço podem fazer daquilo que já viram? Está na altura de ouvir o que têm para me dizer. Como se de um caldo de vegetais se tratasse. Com muita coisa boa.

O tal balanço. Feito por quem lê.

🙂

 

4 colheradas em “Silêncio. Mas não de ouro.

  1. Como seguidor do Blog e nao residente em Portugal, confesso que as receitas, ingredientes e as dicas para aproveitar melhor o “produto” sao o que mais me agrada…
    Claro, nao descarto as reportagens sobre locais dignos de um verdadeiro foodie, para aproveitar melhor os poucos dias que passo em Portugal!
    O balanço é claramente positivo.
    Como sei que, tal como eu, muitos dos seguidores do Foodie.pt sao “Portugueses, emigrantes e piegas”, talvez pudéssemos partilhar as nossas experiencias foodisticas, coisas típicas dos países que nos acolhem…
    Um abraço e “keep on”!!!
    Bom apetite ou “Bon Profit” como se diz aqui na Catalunha.
    P.S.- Desculpar os acentos, mas o computador tem teclado castelhano :/

  2. poderia ser, além de um blog pessoal, um meio de partilha de experiencias dos teus seguidores para contigo tambem, como disse o melajoki, quem sabe se um dia nao te calha o euromilhoes e tu vens dar uma ‘voltinha’ ao mundo, conhecer esses sitios e comidas maravilhosas que ha por cá… ja agora, para quem gosta de comida mas nao sabe assim grandes truques, porque nao ires partilhando por aqui e acola uma ou outra tecnica na cozinha? nao desvendando os segredos todos porque isso sao coisas que devem ser bem guardadas 🙂 mas ja que nem todos temos infelizmente a oportunidade de participar em workshops de cozinha, seria interessante aprender mais um pouco desta maneira (e porque nao com pequenos videos caseiros para elucidar a coisa??) acho que fui muito pedinchona 🙂

Responder a Rodrigo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *